frete

meu vizinho se muda hoje
ta se mudando agora na verdade

saindo pra receber uma pizza encontro ele carregando os móveis pro caminhão de mudança

não soube como reagir
fiquei olhando e não soube falar
tudo que eu pensei falar parecia errado e não falar também parecia

falar e não falar é coisa complicada e eu não levo jeito
escrevo exatamente por não levar jeito com as palavras

gosto dele mas algo me diz que tem uma coisa estranha não sei se é intuição ou paranoia
nem se uma coisa é diferente da outra
ou se só muda o nome que a gente dá quando é bom ou ruim

nunca tivemos tanta proximidade também
só algumas conversas da sacada ou na vendinha dele

acho que não devo nada
tenho certeza que não
mas me preocupo com o que pensam de mim
sempre me preocupo
e nunca acho que é boa coisa

escolhi não me despedir

provavelmente nunca mais nos veremos

acho que uma parte minha vai se preocupar com isso pra sempre
pelo menos é o que parece agora
provavelmente eu to exagerando

aprender a não ligar pro que os outros pensam é um esforço diário
dificílimo pra mim
quase tanto quanto falar ou não falar

‘’frete 6.POR EXTENSÃO FIGURADO
situação ou obrigação penosa de cumprir.’’

--

--

escritora transfeminina de macaé/RJ — escrevo como uma gata — lambendo as próprias feridas — com a língua áspera

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store
Lambi

escritora transfeminina de macaé/RJ — escrevo como uma gata — lambendo as próprias feridas — com a língua áspera